Caminhões Dicas

Você está preparado para agregar o seu caminhão?

Divulgação Ford
Escrito por Quero Frete

Hoje a Quero Frete dá dicas para você se preparar para o mercado cada vez mais exigente e tecnológico. Nesse post, replicamos parte do texto de Ed Trevisan fundador na Frete com Lucro.

Sobreviver no Brasil hoje é um desafio, não é mesmo?

Você não sabe se vai conseguir frete amanhã, está cansado de ficar inseguro por causa das contas no final do mês, e ainda tem o risco de o caminhão quebrar.
É por estas e outras que muitos caminhoneiros autônomos e donos de pequenas transportadoras cansaram de se aventurar lutando todo dia por um frete, e resolveram agregar seus caminhões numa grande empresa.
Como agregado em uma empresa, você tem a chance de faturar mesmo que não tenha carga para entregar, apesar de isto não ser uma regra.
As grandes empresas de transporte costumam trabalhar no sistema 50/50, em que metade da frota é feita de agregados, o que significa que há espaço para você, mas para isso é preciso cumprir uma série de exigências, que vou te contar daqui a pouco.

Agregar caminhão numa empresa estabilizada, que possui uma carteira grande de clientes, e que paga seus fornecedores sempre em dia é o sonho de muitos caminhoneiros autônomos.
Mas existe um motivo pelo qual estas empresas são tão boas, elas só contratam os melhores.
Elas sabem que, com bons veículos e bons motoristas, irão prestar um serviço de qualidade aos seus clientes.
Você precisa avaliar se está qualificado para estas empresas antes de tentar contato com elas. Não queime cartuchos, prepare-se antes e dê o tiro certeiro.
Olhe para cada uma das exigências abaixo e veja como você se sai:

Documentação em ordem
Sempre que você for tentar entrar numa empresa tenha em mãos documentos atualizados de:
• Registro Geral (RG);
• Cadastro de Pessoa Física (CPF);
• Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
• Comprovante de residência (conta de água, luz ou telefone em seu nome);
• Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) da ANTT;
• Conta bancária para o depósito dos fretes.

Se você:
• É o dono do veículo, então a documentação acima estará ok;
• Possui uma empresa, então precisará fornecer também cópia do contrato social, além de comprovante de endereço e conta bancária em nome da empresa;
• Possui motorista como empregado, então precisará fornecer os dados da pessoa que irá dirigir o caminhão também.

Veículos com menos de 10 anos
As empresas buscarão os melhores motoristas com os melhores caminhões, e neste quesito a idade do caminhão conta muito.
Veículos mais novos dão menos manutenção, o que ajuda na pontualidade da entrega, além de diminuir os riscos de acidente.
É aquela história, se você tem uma transportadora e está buscando agregados, sabendo que existe muita gente por aí com caminhões mais novos procurando colocação, por que você contrataria alguém com caminhão mais velho?
A resposta pode estar na experiência deste motorista, além de uma maior responsabilidade pela carga, mas na prática nem sempre é isto que acontece.
Se você tem um caminhão mais velho considere um dia comprar um mais novo e tentar estas empresas, eu sei que é difícil isso, mas você precisa ter uma meta e um prazo bem definidos, e certamente vai atingir um dia.
Se você está com dificuldade, comece por uma empresa menor, com um valor menor, mas ganhe experiência comprovada, para depois ir para a empresa que você sonha.

Rastreador no veículo
A maioria das empresas irá exigir de você um rastreador no seu caminhão, porque este equipamento é praticamente obrigatório para o seguro da carga.
Algumas transportadoras fornecem um equipamento deles, fazendo o controle não somente para fins de seguro, mas também como monitoramento do seu trabalho.

Alguns aplicativos possuem esse serviço de forma gratuita, baixe e confira aqui. No próximo post daremos dicas sobre seguro dos veículos.

Fonte: Frete com Lucro

Compartilhar publicação

Deixe um comentário